RELIGIÃO -
Basílica de São Bento da Porta Aberta “vestida de vermelho” para lembrar milhões de refugiados pelo mundo

A Basílica de São Bento da Porta Aberta aliou-se ao movimento de sensibilização da Fundação “Ajuda à Igreja que Sofre” e, desse modo, encontra-se “vestida” de vermelho a partir desta quarta-feira e até dia 2 de Janeiro, por forma a «não esquecer os milhões de refugiados no mundo e chamar à atenção da opinião pública relativamente à necessidade de uma liberdade religiosa e da perseguição dos cristãos».