REGIÃO – BE questiona Marta Temido sobre laboratório parado há um ano no hospital de Guimarães

REGIÃO –
BE questiona Marta Temido sobre laboratório parado há um ano no hospital de Guimarães

O Bloco de Esquerda (BE) quer que a ministra da Saúde esclareça que medidas estão a ser tomadas para garantir a abertura do Laboratório de Hemodinâmica do Hospital da Senhora da Oliveira (HSO), em Guimarães, um equipamento pronto há um ano, mas que ainda não entrou em funcionamento por falta de autorização da tutela.

Em requerimento entregue na Assembleia da República, José Maria Cardoso e Alexandra Vieira, deputados do BE eleitos pelo distrito de Braga, questionam ainda Marta Temido sobre a data prevista para a entrada em funcionamento do novo laboratório.

PUBLICIDADE

Os bloquistas recordam que esta nova Unidade de Diagnóstico e Intervenção Cardiológica representou um investimento de quase 2 milhões de euros, angariados na totalidade pela Liga dos Amigos do Serviço de Cardiologia do HSO, através de donativos de empresas e particulares.

“Esta nova unidade de cardiologia e intervenção permitiria tratar cateterismos cardíacos e angioplastias no Hospital de Guimarães, melhorando o serviço prestado por aquela unidade de saúde e diminuindo o risco para a saúde dos doentes, pelo que a sua abertura deve acontecer em breve”, afirma o Bloco.

Actualmente, os doentes são encaminhados para os hospitais de Braga, Porto e Coimbra, “aumentando o risco para a saúde para os utentes e os custos de transporte”.

Apesar da abertura ainda não ter data, a apresentação pública da unidade está já marcada para o próximo sábado no decorrer das Jornadas de Cardiologia da Universidade do Minho,

Entretanto, segundo o PresMinho apurou, a Inspecção-Geral das Actividades em Saúde (IGAS) investiga os donativos para a nova unidade recolhidos pela Liga dos Amigos do Serviço de Cardiologia do HSO.