AMARES -
Bloco de Esquerda questiona Governo sobre situação da Casa de Saúde de Amares

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda (BE) anunciou, esta segunda-feira, que questionou o Governo sobre a situação da Casa de Saúde de Amares e quer que o Ministério do Trabalho esclareça que medidas vai tomar para garantir os direitos dos trabalhadores.

Os bloquistas questionam nomeadamente a situação dos pagamento dos vencimentos em atraso, pretendendo ainda saber «se o Ministério da Saúde pretende assegurar o funcionamento deste estabelecimento tão necessário nesta situação de emergência de saúde pública».

PUBLICIDADE

«Esta situação surge na sequência da denúncia do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Norte, que reclama o pagamento do subsídio de férias de 2019, 50% do subsídio de Natal de 2019 e a actualização dos salários desde Janeiro de 2020», refere o Bloco.

Nos documentos entregues na Assembleia da República, a 8 de Abril, os deputados eleitos pelo círculo eleitoral de Braga, José Maria Cardoso e Alexandra Vieira, referem que «a situação exige uma intervenção urgente do Governo e da Autoridade para as Condições do Trabalho para que os direitos destes trabalhadores e trabalhadoras sejam assegurados, nomeadamente quanto ao pagamento dos vencimentos em atraso».

Os deputados bloquistas consideram ainda que «o Governo deve intervir também para a garantia da disponibilidade dos recursos da unidade de saúde, instalações e profissionais, no combate a este período de emergência».