DESTAQUE

DESTAQUE -
Braga entre as cidades que estrangeiros escolhem para viver em Portugal

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Braga está entre as cidades que os estrangeiros escolheriam se optassem por compra casa em Portugal, revela um estudo do Imovirtual tornado público esta quinta-feira.

De acordo com aquele portal de compra e venda de imóveis, além da Cidade do Arcebispos da lista de preferências constam as cidades de Lisboa, Porto, Leiria e Aveiro.

PUBLICIDADE

Os utilizadores estrangeiros que mais procuraram casa em Portugal no 2.º trimestre são, por esta ordem, naturais do Brasil (28% do tráfego internacional total), França (14%), Estados Unidos (9%), Suíça (9%) e Reino Unido (8%).

O estudo conclui que tráfego internacional relativo à procura de casa em Portugal cresceu +29% no 2º trimestre do ano, em comparação com o período homólogo.

Além do tráfego americano, que aumenta exponencialmente (+205%), também se destaca o aumento do tráfego francês no mesmo período de análise (+84%).

Face ao 2.º trimestre de 2021, há um aumento generalizado da procura vinda dos principais países analisados, destacando-se também a Bélgica (+25%), Reino Unido (+19%), e Angola (+16%).

Apenas há decréscimo no caso da Suíça (-17%) e Alemanha (-2%).

Em relação ao 1.º trimestre de 2022, o 2.º trimestre deste ano revela um ligeiro decréscimo da procura (-12%). Há uma quebra generalizada do interesse no mercado nacional por parte dos países que mais procuram casa em Portugal, com excepção do crescimento significativo vindo dos Estados Unidos (+64%).

“Este é um sinal do regresso do investimento estrangeiro na nossa oferta imobiliária. Apesar do sector se ter mantido sempre dinâmico, sentimos alguma quebra do interesse estrangeiro associado às limitações da circulação entre países que foram uma condicionante”, afirma o director geral do Imovirtual.

No entanto explica Ricardo Feferbaum, “estes valores de crescimento em comparação com o ano passado demonstram um momento de retoma completa e um futuro com múltiplas oportunidades para potenciar negócios.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS