BRAGA -
Braga prepara relatório de sustentabilidade em parceria com a UMinho

A Câmara de Braga prepara-se para apresentar o Relatório de Sustentabilidade para o Concelho, indicou Ricardo Rio esta sexta-feira durante a sessão de abertura do GreenFest 2020, que termina este domingo, no Mosteiro de Tibães, em Braga.

Segundo o presidente da autarquia, este “é um documento estratégico que afirma um conjunto de compromissos que o município quer valorizar nas suas políticas de concretização da sustentabilidade local”.

“A meta das alterações climáticas, os objectivos do desenvolvimento sustentável, a mobilidade urbana sustentável, a criação de uma cidade mais verde e menos poluída, com melhores condições de vida para a população” são alguns dos objectivos a alcançar.

PUBLICIDADE

Ricardo Rio lembrou que o município está também a desenvolver o Plano Estratégico para o Desenvolvimento Sustentável no horizonte de 2026, um trabalho que conta com a parceria do IB-S – Instituto de Ciência e Inovação para a Bio-Sustentabilidade da Universidade do Minho (UMinho) e com diversas entidades de referência nacional e internacional.

Este plano tem como base os princípios de estabelecer uma visão holística e transversal das actividades da autarquia no âmbito do desenvolvimento sustentável. 

“Por um lado, pretende-se que este plano seja complementar ao Plano Estratégico para o Desenvolvimento Economico de Braga e, por outro, que este plano se torne numa plataforma agregadora e integradora do trabalho desenvolvido por toda a comunidade”, concluiu o edil.

O relatório está a ser desenvolvido segundo “as melhores práticas internacionais”, nomeadamente como as orientações da Global Reporting Initiative, uma organização internacional que ajuda empresas, governos e outras organizações a entender e comunicar seus impactos em questões da sustentabilidade.

GREENFEST

O GreenFest 2020 tem como tema central a retoma sustentável no pós-pandemia, apresentando uma programação híbrida (presencial e digital). A par da sessão de abertura, o arranque do GreenFest 2020 ficou marcada pela inauguração do Festival Land Art que desafiou artistas nacionais e internacionais a alargarem a sua esfera de actuação com vista à integração da arte na paisagem natural.

Inspirado no formato americano, o Greenfest “é o maior evento de sustentabilidade do país e celebra o que de melhor se faz nas três vertentes: económica, social e ambiental”, asseguram os organizadores. 

Posiciona-se como uma plataforma de partilha de ideias e experiências e “é o palco de prestígio onde se encontram empresas e cidadãos que se preocupam com o futuro”. Para as empresas, “representa o espaço ideal para divulgarem tendências responsáveis e se estabelecerem parcerias comerciais entre stakeholders”.

Toda a programação pode ser acompanhada na página de Facebook do evento e em www.greenfest.pt.