TERRAS DE BOURO -
Câmara Municipal de Terras de Bouro requalifica reservatórios de água para consumo

O Município de Terras de Bouro já iniciou a «manutenção e impermeabilização de reservatórios de água para consumo», nomeadamente aqueles que «apresentam várias lacunas em termos de higiene e segurança, cujo betão está em avançado estado de degradação e com muitas fissuras, o que provoca grandes perdas de água».

Em nota enviada, o Município adianta que «a melhoria da rede de abastecimento de água reveste-se de grande importância para o desenvolvimento e para a modernização do território, contribuindo com grandes melhorias no que diz respeito à qualidade ambiental».

A Câmara está por isso a «proceder ao reforço do armazenamento de água, cuja proteção das tubagens de entrada e saída dos reservatórios estava deficitária e cujos sistemas de ventilação dos depósitos de água tinham de sofrer melhorias».

PUBLICIDADE

INTERVENÇÕES

Mais à frente, pode ler-se que «assim, já estão concluídas as intervenções/impermeabilizações de 20 reservatórios em Carvalheira (Paredes, Assento e Infesta), Balança (Barral, Carrezedo, Mesquita, S. Pantaleão, Casal, Água Levada), Ribeira (reservatório velho), Moimenta (Cavacadouro e Paço), Chamoim e Vilar (Colado e Sequeirós), Valdosende (Assento, Chamadouro e Paradela), Gondoriz (Moinho do Ferreiro), Cibões(Cutelo), Rio Caldo (Outeiro) e Souto (Foz e Devesa).

PARA ARRANCAR

Por outro lado, estão já adjudicadas e prestes a arrancar a intervenção de reservatórios em «Cibões e Brufe (reservatório de Brufe, Vergaço, Cabenco, Gilbarbedo de Baixo, Parreirinha, Lama), em Covide (Freitas), em Chorense (Aldeia), em Gondoriz (Grela e Cabaninhas), em Moimenta (Cavacadouro e Pesqueiras), na Ribeira (Gogide), em Rio Caldo (S. Bento, Coutinho, Parada, Matavacas), em Chamoim e Vilar (Costa, Cruzes, Travassos), em Valdosende e em Vilar da Veiga (Ermida)», esclarece o Município.

«São mais 22 reservatórios que brevemente serão requalificados e impermeabilizados, melhorando, ainda mais, a qualidade do serviço prestado», escreve o Município.

VEDAÇÃO DAS CAPTAÇÕES DE ÁGUA

A curto prazo, está também prevista a «vedação das captações de água destinadas ao abastecimento público que, para cumprimento do Decreto-Lei nº. 382 de 1999, obriga a delimitação de perímetros de proteção das referidas captações. No sentido de cumprir com uma obrigação que há muito já deveria ter sido acautelada, a Câmara Municipal tem em marcha uma intervenção de larga escala com vista à delimitação das 131 captações de água do concelho», adiantam.