ALIMENTAÇÃO

ALIMENTAÇÃO -
Carne ‘cultivada’ em laboratório é «solução» à morte dos animais, defende o PAN

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Partido dos Animais e Ambiente (PAN) de Braga defende a aposta nos produtos  da chamada “carne cultivada”. A ideia foi discutida na primeira conferência nacional sobre agricultura celular, que decorreu esta semana no INL, em Braga, e contou com a presença de cientistas e empresas de todo o mundo, que trabalham para «criar alternativas sustentáveis e éticas aos produtos de origem animal, através de processos laboratoriais».

De cordo com a nota difundida pelo PAN, os produtos da chamada “carne cultivada” têm a mesma textura, sabor e composição nutricional que os produtos de origem animal, mas são produzidos sem necessidade de exploração animal.

«Já se encontram disponíveis no mercado em países como Estados Unidos e Singapura, esperando-se também a aprovação no Reino Unido e Suíça», assinala o distrital de Braga do PAN.

Segundo o porta-voz distrital, Rafael Pinto, «Esta pode ser uma solução para adotarmos dietas mais sustentáveis e reduzir drasticamente o sofrimento animal. A expectativa é que dentro de algumas décadas vamos poder encontrar estes produtos em todos os supermercados, a preços acessíveis».

INTERVENÇÃO PÚBLICA

O PAN Braga defende, por isso, que as autarquias do distrito, bem como as Universidades, devem apoiar estas investigações, o que vai permitir  «condições para captar investimento público e privado, retendo o conhecimento e avanços no nosso país. O futuro irá, necessariamente, passar por uma completa transformação do setor agroalimentar, e, inevitavelmente, iremos observar uma total alteração da forma como produzimos os alimentos. Sem dúvida que esta mudança passa por uma redução drástica das atuais explorações pecuárias, que causam um grande impacto ambiental, bem como sofrimento animal».

O porta-voz distrital afirma ainda que «ao nível europeu, já temos vários países a investirem nestas produções como os Países Baixos, Dinamarca e até Espanha, onde recentemente se anunciou a construção de uma das maiores fábricas de produção do mundo. A própria Comissão Europeia já começou a apoiar esta investigação e está neste momento a ser discutida no Parlamento Europeu».

Já o deputado municipal do PAN em Braga, Tiago Teixeira, congratula a iniciativa salientando que «criar um centro de desenvolvimento e investigação destes alimentos no concelho é uma proposta que constou no nosso programa eleitoral em 2021».

De acordo com o mesmo, «esta não só é uma questão de bem-estar animal e de combate às alterações climáticas, como também de captação de talento, criação de empregos verdes e desenvolvimento económico. Braga pode estar na linha da frente da inovação agrícola mundial».

[email protected]

PUBLICIDADE

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS