EDIÇÃO IMPRESSA - Casa da Memória para «preservar história com quatro séculos em S. Bento

EDIÇÃO IMPRESSA -
Casa da Memória para «preservar história com quatro séculos em S. Bento

Com uma grandiosidade e envolvente de “encher o olho” e de portas abertas a todos os que queiram manifestar a sua Fé, a Basílica de São Bento da Porta Aberta, elevada a tal em 2015 pelo Papa Francisco, tem diversas histórias e lendas a si associadas, quer seja pelo orago que lhe dá nome ou pela carga histórica e patrimonial que caracteriza uma zona que ao longo de todo o ano vê lá passar perto de dois milhões(!) de peregrinos e turistas. Quanto ao património edificado, foram várias a mutações que se foram sucedendo, desde a construção da 1ª Ermida ao grandioso local de culto que hoje pode ser observado. Com um saber acumulado pela curiosidade e prazer ao património que sempre se dedicou a “estudar e investigar”, Carlos Aguiar Gomes, Mesário da Irmandade e Coordenador do boletim de actividades culturais da Basílica e do Santuário, abriu-nos as portas do conhecimento para falar de um dos Santuários mais conhecidos e imponentes da região minhota, localizado no coração da Serra do Gerês. Para além da história e curiosidades, Carlos Aguiar Gomes abordou também a obra feita e aquela que está por vir, como o sonho de ali ser erigida uma Casa da Memória.

Notícia completa na edição impressa de Abril. Nas bancas

PUBLICIDADE