BRAGA -
Cemitérios sem romagens ou celebrações nos dias 1 e 2 de Novembro

Nos próximos dias 1 e 2 de Novembro não serão permitidas romagens e procissões aos cemitérios de Braga nem celebrações comunitárias nesses locais, tendo em conta a situação actual marcada pela pandemia de Covid-19. O anúncio foi feito esta tarde pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, em mensagem por ocasião da celebração dos Fiéis Defuntos, publicada na página da arquidiocese.

O Arcebispo de Braga pede por isso que «o aglomerado de familiares à volta das sepulturas» seja substituído «pela revitalização de coisas já esquecidas» e por «novos hábitos que sublinhem as verdades em que acreditamos».

Na nota, D. Jorge Ortiga afirma que a circunstância actual deve ser «aproveitada para reflectirmos mais profundamente» e refere a redescoberta da família «como Igreja doméstica» para falar da oração – como da caridade – como uma forma de «revitalizar» a devoção.

PUBLICIDADE

D. Jorge Ortiga estabelece, na mensagem, o «cancelamento das celebrações comunitárias nos cemitérios assim como relembra a proibição de procissões e romagens», mas pede aos sacerdotes que, sem aviso prévio, se desloquem aos cemitérios para que, «pessoalmente e como pastores das comunidades, rezem por todas as pessoas falecidas», pode ler-se.

Para o Arcebispo, a vida «deve ser encarada como um projecto de santidade» e que «estes momentos de alguma anormalidade» devem ajudar a ultrapassar a questão da «preponderância do culto dos mortos sobre a vocação à santidade» que os dois primeiros dias de Novembro «deveriam sublinhar».