REGIÃO

REGIÃO -
CIM Alto Minho promove seminário sobre o rio Lima e os desafios do desenvolvimento e atração turística

Share on facebook
Share on twitter
Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) realiza no próximo dia 30 de Novembro, em Ponte da Barca, o seminário “O rio Lima e os desafios do desenvolvimento e atração turística”, integrado no projecto de cooperação transfronteiriça “Fronteira Esquecida Limia-Lima”.

Com início a partir das 09h00, no Auditório Municipal de Ponte da Barca, a iniciativa contempla no seu programa um painel sobre “Desenvolvimento turístico, redes turísticas e coesão territorial”, que terá como intervenientes Cristina Mendes, representante da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal; Susana Ribeiro, directora geral operacional da Associação de Turismo do Porto – Convention & Visitors Bureau; Cesáreo Pardal, presidente do Cluster de Turismo da Galiza; e António José Correia, coordenador da Rede de Estações Náuticas de Portugal.

MESA REDONDA

PUBLICIDADE

Haverá, ainda, uma mesa redonda com operadores turísticos que desenvolvem actividades no Alto Minho, em particular no rio Lima, para «partilha de experiências relacionadas com a construção de produtos turísticos integrados para a bacia hidrográfica do rio Lima», são eles, Isabel Sousa, da Explore Iberia; Joel Pereira, da Tobogã; Ricardo Viana, da Portugal Active; e Paulo Lopes, da Portugal Green Walks.

A sessão de abertura estará a cargo de Manoel Batista, presidente do Conselho Intermunicipal da CIM Alto Minho; e de Augusto Marinho, presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca.

O programa completo do seminário e o formulário de inscrição estão disponíveis no site da CIM Alto Minho em www.cim-altominho.pt. A inscrição é gratuita.

“PROJECTO FRONTEIRA ESQUECIDA LIMIA-LIMA”

O projecto “Fronteira Esquecida Limia-Lima”, co-financiado pelo programa “INTERREG V-A España-Portugal” (POCTEP), está a ser dinamizado pela CIM Alto Minho, em conjunto com a Deputación de Ourense (beneficiário principal), a Xunta de Galicia – Património Natural, a Confederação Hidrográfica Miño-Sil e os municípios de Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Ponte de Lima e Viana do Castelo.

Tem como principal objectivo «proteger e valorizar o património cultural e natural, como suporte de base económica da região transfronteiriça, através da dinamização de actividades que promovam o espaço do rio Limia-Lima como um geo-destino turístico de qualidade e sustentável».

Mais informações sobre o projeto estão disponíveis em: https://fronteiraesquecida.eu/.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS