REGIÃO -
‘Courona o Espanta-Vírus’ assinala Mundo ao Contrário em Paredes de Coura

Este ano não há ‘Mundo ao Contrário’ em Paredes de Coura mas parte do colorido está presente com a já habitual instalação artística que percorre a rua principal, e que neste período tão marcante até tem nome a condizer: Courona o Espanta-Vírus.

Paredes de Coura, afirma a autarquia, “não podia deixar passar em claro uma iniciativa que, ano após ano, tanta alegria traz às nossas crianças e às inúmeras famílias que nos visitam para os contagiantes espectáculos e animação de rua, música, novo circo, residências artísticas e oficinas dirigidas principalmente aos mais novos”.

Assim, sem a agitação e a animação de outros anos, já lá está a habitual agora chamada Courona o Espanta-Vírus.

PUBLICIDADE

“Esta instalação tem como objectivo lembrar às pessoas que o vírus está no meio de nós. Portanto, temos de viver nestas circunstâncias, mantendo o cuidado para evitar o contágio”, explicou Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, para quem com esta instalação “não se pretende alarmar ou chocar as pessoas com o vírus. Mas como todos sabem, ele estará no centro das nossas preocupações até ser encontrada uma vacina que permita o regresso à normalidade”.

A instalação de Madalena Martins tem como figura central uma criatura que se chama ‘Courona o Espanta-vírus’ e que é implacável com o covid-19.

 “No fundo, trata-se de uma alegoria que nos faz pensar que existe uma esperança e uma solução para o problema”, reforça Vítor Paulo Pereira. 

A instalação artística de Madalena Martins dá ênfase à mensagem de esperança, mas também a da importância de conviver responsavelmente, respeitando as normas de segurança e de saúde pública.

O Mundo ao Contrário do próximo ano até já tem datas. É de 23 a 25 de Julho e, promete o autarca “cá estaremos sem os condicionalismos de agora, desde que saibamos conviver responsavelmente até que uma vacina nos traga a normalidade que tanto ambicionamos”.