OPINIÃO -
Dia Mundial Sem Tabaco – 31 de maio. “Proteger os jovens das manipulações da indústria”

Artigo de Alice Magalhães

 

Os Estados-membros da Organização Mundial de Saúde (OMS), em1987, cria o Dia Mundial sem Tabaco, cujo objetivo é aumentar a consciencialização sobre os efeitos prejudiciais do uso do tabaco e da exposição ao fumo passivo, e desencorajar o uso do tabaco em qualquer uma de suas formas. 

PUBLICIDADE

A campanha lançada pela OMS em 2020 “Proteger os jovens das manipulações da indústria”, a que a Direção-Geral da Saúde se associa, dá voz às crianças e adolescentes, enquanto alvo das táticas agressivas de marketing e das campanhas publicitárias da indústria do tabaco.

De acordo com dados da OMS, a nível mundial, o tabagismo é a causa de 8 milhões de mortes prematuras todos os anos. Em relação a crianças e adolescentes, 44 milhões de crianças e adolescentes fumam. Aos 18 anos, 62% das crianças já experimentaram tabaco.

Numa tentativa de substituir os consumidores que morrem ou deixam de fumar, a indústria tabaqueira aposta em campanhas de marketing e no lançamento de novos produtos com nicotina, recorrendo a estratégias de manipulação das crianças e jovens, como por exemplo:

  • Uso de aromas de frutos e doces em produtos do tabaco e líquidos dos cigarros eletrónicos, que levam os jovens a subestimar o risco e a iniciar o consumo;
  • Criação de novos produtos com design elegante e atrativo, fáceis de transportar e com formatos tecnológicos atrativos e coloridos, como por exemplo canetas USB;
  • Promoção de novos produtos como sendo de “baixo risco” ou “alternativas limpas”, não apresentando estudos independentes que comprovem essas afirmações;
  • Patrocínio de influencers e bloggers que usam o alcance mediático nas redes sociais para promoverem marcas, novos produtos de tabaco e outros produtos com nicotina;
  • Colocação estratégica destes produtos nos pontos de venda, junto de doces ou refrigerantes, ou outros locais facilmente visíveis pelas crianças e jovens;
  • Marketing indireto, através da colocação de atores e pessoas a usar estes produtos em filmes, séries de TV e em eventos com transmissão online;
  • Promoção de produtos e colocação de stands de venda em festivais e eventos juvenis;

Com a finalidade de combater estas estratégias, a Organização Mundial da Saúde (OMS) lança uma campanha mundial: SPEAK OUT #TobaccoExposed. Com esta campanha, a OMS pretende tornar os jovens mais informados e conscientes na deteção das táticas de manipulação da indústria e capacitá-los, no sentido de se alcançar uma geração mais atenta, informada e livre de tabaco.

A campanha SPEAK OUT #TobaccoExposed, tem como objetivos:

  • Reforçar as intervenções políticas eficazes no combate ao tabagismo.
  • Expor as táticas da indústria para contrariar os esforços nacionais e internacionais na implementação de políticas de controlo do tabagismo verdadeiramente eficazes.
  • Informar os jovens sobre as intenções e as táticas da indústria do tabaco para os captar como novos consumidores.
  • Capacitar os influenciadores dos jovens (na cultura juvenil, nas redes sociais, ou na escola) para os alertarem e defenderem, catalisando mudanças positivas em favor de uma geração mais saudável, livre de tabaco e de novos produtos com nicotina.

A OMS e a DGS apelam a todos os jovens para que participem e se tornem uma geração livre de tabaco!

Para saber mais, consulte:

https://www.who.int/news-room/campaigns/world-no-tobacco-day/world-no-tobacco-day-2020

https://www.dgs.pt/programa-nacional-para-a-prevencao-e-controlo-do-tabagismo/dia-mundial-sem-tabaco/2020.aspx