BRAGA - Eixo Atlântico com orçamento de 4,3 milhões de euros para 2019

BRAGA -
Eixo Atlântico com orçamento de 4,3 milhões de euros para 2019

A comissão executiva do Eixo Atlântico aprovou o orçamento para 2019 de 4,3 milhões de euros. Em reunião realizada esta sexta-feira, no Pazo de Mugartegui de Pontevedra, esta associação transfronteiriça definiu que 75% deste orçamento será destinado ao desenvolvimento de diversos programas, entre eles os Jogos do Eixo, que se realizam em Braga em Julho, a feira de turismo de proximidade Expo Cidades, também em Braga, a Bienal de Pintura, os trabalho da Agência de Ecologia, a elaboração de relatórios e estudos, assim como as estratégias que desenvolve no campo das infra-estruturas, internacionalização, colaboração com a América Latina e acção externa ou ainda os trabalhos para a implementação do Plano de Acção da Agenda Urbana.

A comissão executiva ratificou a candidatura da Cidade de Braga para acolher a Capital da Cultura do Eixo Atlântico em 2020, assim como o Seminário de Intercâmbio de Experiências no Âmbito da Educação em Barcelos, no segundo trimestre de 2019.

Durante esta reunião foi debatida a situação das infra-estruturas com a chegada da electrificação ferroviária da Linha do Minho até Barcelos em Novembro e a previsão da sua chegada a Viana em Janeiro. Os representantes do Eixo Atlântico irão reunir em Madrid com o Secretário-geral das Infra-estruturas para abordar a questões como a saída sul ferroviária de Vigo até Portugal ou as ligações interiores como é o caso da A76 e o Corredor Atlântico.

PUBLICIDADE

O presidente do Eixo, Alfredo García, e Aires Pereira, presidente da Lipor – Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto – assinaram um protocolo de colaboração com o objectivo de melhorar a gestão dos resíduos domésticos nos municípios do Eixo Atlântico. Este protocolo visa ajudar as cidades no cumprimento do objectivo 2020 para a reciclagem e reutilização, tanto em Espanha como em Portugal, facilitar o acesso ao financiamento europeu e aumentar a projecção como grupo de influência em gestão de resíduos na Euro-região Norte de Portugal e da Galiza.