AMBIENTE

AMBIENTE -
Em Esposende já se pesca com redes biodegradáveis

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Em Esposende já se pesca com redes biodegradáveis, «promovendo, assim, uma pesca mais sustentável». No âmbito do projecto E-REDES está a ser desenvolvido um estudo-piloto sem precedentes, no qual são «fornecidas à comunidade piscatória local redes de pesca fabricadas com uma resina biodegradável, especificamente desenhada para o fabrico de monofilamentos destas redes».

O projeto prevê dotar as «mais de 30 embarcações que operam no litoral de Esposende» com estas inovadoras redes biodegradáveis, por um «período-experimental de um ano», período ao longo do qual serão recolhidas opiniões da eficiência e durabilidade das artes junto dos pescadores aderentes. O uso futuro destas redes será assegurado caso a comunidade piscatória fique perfeitamente esclarecida tanto da sua eficiência pesqueira como das vantagens para o ambiente marinho.

E-REDES

PUBLICIDADE

O E-REDES é um projecto co-financiado pelos EEA Grants e promovido pelo Município, em parceria com a empresa municipal Esposende Ambiente, a Universidade do Minho e a Associação de Defesa do Ambiente – Rio Neiva.

Este projecto inovador que envolve também acções de recolha e de caracterização dos resíduos que arrojam às praias concelhias, afigura-se como um «importante e decisivo contributo para minimizar o impacto e a extensão deste problema».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS