EDIÇÃO IMPRESSA -
Entrevista a Constante Almeida: “Um homem que não quer deixar o tempo esquecer a identidade de uma região”

Constante Almeida tem 79 anos e há já 15 que se dedicou ao artesanato. São muitas e diferenciadas as peças que cria com as suas mãos, em grande parte inspiradas em elementos do quotidiano e vivência rural. Pelas mãos de Constante elas ainda existem, apesar do passar do tempo e de muitas estarem a cair em desuso. Enquanto a «saúde e a vontade» lá estiverem, Constante continuará a fazer prevalecer na memória o que alguns já apagaram. Para saber mais sobre as peças que produz e o porquê de se ter dedicado ao artesanato fomos falar com um homem que não quer deixar o tempo levar a identidade de uma região.

Mais desenvolvimentos na edição impressa de Março, nas bancas.