PAÍS -
Época balnear deve arrancar a 1 de Junho mas com novas regras

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) está a programar a abertura da época balnear para o primeiro dia de Junho, altura em que haverá nadadores salvadores nas praias para assegurar a segurança dos banhistas, avança o JN.  A data depende das orientações da DGS e da definição de regras de funcionamento.

A APA admite, no entanto, que a época balnear neste ano vai ser “mais exigente e segura, para banhistas e entidades envolvidas, atendendo ao facto de estar causa a saúde pública e uma actividade de lazer essencial para o Verão que se aproxima, tanto em termos da sanidade mental da população como da economia”.

O início da época balnear a 1 de Junho é adaptado ao evoluir da situação de emergência.

PUBLICIDADE

O início da época balnear ficará condicionado, primeiro ao levantamento do estado de emergência, depois às determinações governamentais sobre o regresso à actividade, bem como às orientações da Direcção-Geral da Saúde (DGS), e por último à elaboração de regras bem definidas de funcionamento destes espaços”, explica ao JN.

A APA reúne esta quarta-feira com entidades com jurisdição no espaço marítimo para a elaboração da proposta de portaria que vai definir a época balnear de 2020.

O principal desafio é o de “garantir que a fruição das zonas balneares não configure um veículo de contaminação, devendo avaliar-se as condições de segurança necessárias aos banhistas, compromisso também no quadro de orientações comunitárias”, avança a APA.

Foto Praia do Cabedelo, Viana do Castelo