REGIÃO -
Esposende fornece refeições a alunos carenciados em take-away

A Câmara de Esposende está a assegurar, durante o período de suspensão das actividades lectivas e até ao final do ano lectivo, o fornecimento de refeições escolares aos alunos dos escalões abrangidos pela Acção Social Escolar que frequentam todos os graus de ensino público do concelho. As refeições entregues em casa ou take-away.

Decorrente da suspensão das actividades lectivas e não lectivas presenciais, em virtude das acções conducentes à prevenção e controlo do covid-19 decretadas pelo Governo, o município assumiu a responsabilidade de garantir as refeições escolares a todo o universo de alunos residentes no concelho, desde o pré-Escolar até ao ensino secundário.

PUBLICIDADE

“Esta medida abrange todos os alunos com Escalão A, cujas famílias requereram o apoio, num total de 145, mas serão igualmente asseguradas todas as refeições para alunos abrangidos pelo Escalão B cujas famílias assim o solicitem”, afirma a autarquia em comunicado.

A decisão foi incrementada na sequência da auscultação realizada pelas direcções dos agrupamentos de escolas António Correia de Oliveira e António Rodrigues Sampaio e da Escola Secundária Henrique Medina, “parceiros fundamentais” neste processo.

“De maneira a possibilitar o efectivo acesso dos alunos a refeições, garantindo-se as melhores condições de segurança para todos, o serviço foi implementado, tendo por referência a residência das famílias, independentemente das escolas e dos níveis de educação/ensino que frequentam os seus educandos, facilitando o processo e diminuindo, assim, a mobilidade das famílias”, acrescenta o comunicado.

Assim, “o fornecimento e distribuição das refeições conta com a prestimosa colaboração de diversas instituições locais parceiras do município que, numa perspectiva abnegada e solidária face às contingências actuais, garantem a confecção das refeições e a sua disponibilização aos alunos nas modalidades de entrega domiciliária ou take-away”.

Para além da organização do serviço e da assunção dos respectivos custos junto das entidades parceiras, complementando as comparticipações da Direcção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, a autarquia assegura, ainda, “a disponibilização de recipientes descartáveis, facilitando o processo e garantindo melhores condições de higiene e segurança alimentar”.