ECONOMIA

ECONOMIA -
Factura de água em Terras de Bouro é das mais baixas do país

Share on facebook
Share on twitter
Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A factura relativa ao abastecimento de água, saneamento e resíduos sólidos urbanos no concelho Terras de Bouro está no “top cinco” das mais baixas do país, para um consumo anual de 120 m3, de acordo com os dados apresentados pela DECO Proteste.

Numa nota publicada no seu site, o organismo alerta que «os valores das tarifas de água ainda são um problema complexo, em várias vertentes», considerando que «a disparidade de preços entre municípios continua a ser um de muitos problemas por resolver» em Portugal.

PUBLICIDADE

«Um exemplo: de Terras de Bouro a Vila do Conde, a distância não chega aos 80 quilómetros. Porém, no concelho minhoto, o preço da água para um consumo anual de 120 m3 é de 46,50 euros. No segundo concelho, do distrito do Porto, são 250 euros», exemplifica.

Mantendo o caso de Terras de Bouro, a DECO refere que é em território terrabourense que «também se paga a tarifa de água mais baixa, quando consideramos um consumo anual superior, de 180 m3: 69 euros contra os 365 euros do “recordista”, no distrito do Porto, Santa Maria da Feira».

«Para um consumo anual de 180 m3 de água, a diferença é de 295,80 euros entre os dois concelhos», sublinha.

Em termos totais, integrando todos os serviços (água, saneamento e lixo), a factura em Terras de Bouro ronda os 103,22 euros para um consumo anual de 120 m2. Apenas os concelhos de Vila Nova de Foz Côa e Monchique apresentam valores inferiores.

A DECO disponibiliza um comparador de tarifários que permite conhecer a diferença entre os concelhos.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS