REGIÃO -
Fronteira de Melgaço junta portugueses e galegos contra encerramento

Indiferentes à chuva forte, dezenas de populares portugueses e galegos protestaram este sábado de manhã mais uma vez contra o encerramento da ponte de S. Gregório, em Melgaço, que faz fronteira com o município de Padrenda, na Galiza.

Perante destacamentos da GNR e da Guardia Civil, o protesto contou com a adesão das populações das freguesias de Cristoval, do lado português, e de Pontebarxas, da vizinha Galiza.

PUBLICIDADE

O presidente da Câmara Municipal de Melgaço afirmou ao jornal Voz de Melgaço que “não faz sentido” o fecho de fronteiras.

“Não é resposta à questão da saúde pública. Atropela os direitos dos trabalhadores transfronteiriços e os interesses das empresas que estão na zona de fronteira e precisam de fazer circular as mercadorias”, disse Manoel Baptista ao jornal melgacense.

Recorde-se que o concelho de Melgaço conta apenas com a ponte de Melgaço/Arbo como ponto de passagem que foi recentemente aberto, mas apenas aberta das 06h00 às 09h00 e das 17h00 às 20h00, e só para condutores credenciados.