REGIÃO -
Galiza anuncia proibição de fumar na rua ou nas esplanadas para limitar riscos de contágio

O presidente do governo regional da Galiza, Alberto Nuñez Feijóo, anunciou que a partir desta quinta-feira é proibido fumar na rua ou nas esplanadas da comunidade galega quando não estiver assegurada a distância de segurança.

A medida foi recomendada pelo comité médico de especialistas de prevenção da covid-19, que considera que o fumo do tabaco representa um alto risco para a disseminação do novo coronavírus. Trata-se da primeira comunidade autónoma a decretar uma medida do género.

PUBLICIDADE

“Vários membros do comité clínico concordaram que fumar sem qualquer limitação, seja numa esplanada, com pessoas próximas, ou em áreas com grande afluência de cidadãos, sem qualquer distância física de segurança, representa um alto risco de contaminação”, afirmou Feijóo, citado esta quarta-feira pela Lusa.

Nas últimas 24 horas, a Galiza contabilizou 827 novos casos de infecção, mais 87 do que no dia anterior, segundo dados do Ministério da Saúde.

A medida vai ao encontro do documento elaborado em Julho pela Comissão de Saúde Pública do Sistema Nacional de Saúde, que alertava que fumar aumenta o risco de contágio por covid-19, pois ao expelir o fumo, o fumador liberta pequenas gotículas que podem contagiar quem estiver próximo.

“A nossa recomendação é que em espaços públicos, como bares, esplanadas ou zonas de reunião de pessoas ao ar livre, não se fume. O acto de fumar projeta partículas respiratórias que podem atingir outras pessoas”, afirmou, na altura, Pilar Aparicio, directora-geral da Saúde.

Recorde-se que a Galiza tem vindo a registar uma  forte subida de novos casos de covid-19, em particular na província da Corunha.