AMARES -
Ler, conhecer e compreender a obra de Sá de Miranda num único volume

O local escolhido por Francisco Sá de Miranda para se refugiar, a Casa da Tapada, em Fiscal, no concelho de Amares, recebeu esta quarta-feira o lançamento oficial da obra completa do poeta.

Trata-se de um livro de 680 páginas que permite conhecer, interpretar e compreender, reunindo a obra conhecida de Sá de Miranda, num trabalho de investigação que envolveu Sérgio Guimarães de Sousa, João Paulo Braga e Luciana Braga.

PUBLICIDADE

Editado pela editora Assírio & Alvim, o livro resulta de um trabalho desenvolvido pelo Centro de Estudos Mirandinos, em articulação com a Câmara Municipal de Amares, permitindo fazer um compêndio dos escritos do autor.

«A melhor forma de respeitar e prestar verdadeira homenagem aos autores clássicos da nossa riquíssima literatura é lê-los. Espero que esta edição permita, junto dos amarenses, e do público em geral, a redescoberta de Sá de Miranda», considera o Director do Centro de Estudos Mirandinos, Sérgio Guimarães de Sousa.

Além de procederem ao estabelecimento de texto, recorrendo às primeiras edições da obra mirandina (sobretudo a de 1595 e a de 1614), os investigadores apetrecharam o livro com centenas de notas explicativas, de modo a facilitar a sua compreensão.

«O que pretendemos, acima de tudo, é partilhar Sá de Miranda e permitir que todos possam aceder à sua obra, colocando também algumas notas finais que possibilitarão que o leitor, caso o entenda, possa descodificar alguns dos artigos do texto», destacou Luciana Braga.

Para a vereadora Cidália Abreu, que representou a autarquia no lançamento da obra, trata-se da «melhor forma de honrar Sá de Miranda», um nome maior da Literatura Portuguesa, que passou muitos anos da sua vida em Amares.

Entrevista ao director do Centro de Estudos Mirandinos na edição impressa, já nas bancas.