REGIÃO – -
Maior barco de ‘Água Arriba’ lançado ao rio Lima com proa voltada para o turismo náutico

Uma réplica do tradicional Barco ‘Água-Arriba” foi lançada ao Rio Lima, em Ponte de Lima, com o duplo objectivo de potenciar o turismo náutico e de homenagear as populações ribeirinhas.

Tendo surgido por iniciativa do município, esta embarcação construída artesanalmente por Manuel Rocha, mais conhecido como Mestre Caninhas, e por Amélio Pereira, mede 15 metros e tem capacidade para 30 pessoas, pesando 200 toneladas, peso que aumenta em mais 200 a 300 quilos, depois de mergulhado na água.

PUBLICIDADE

Construído ao longo de 117 dias/935 horas de trabalho, este é, nas palavras de Victor Mendes, presidente da Câmara limiana, “uma réplica fiel dos antigos barcos (…) e seguramente, do ponto de vista da sua dimensão, o maior barco de água-arriba existente actualmente no Rio Lima”.

Para o autarca que presidiu à viagem inaugural da embarcação, o projecto resulta de um “encontro de vontades”, dado o facto de “o Rio Lima ser desde a altura do Foral, a alma de um povo”.

A embarcação com o nome de ‘Ponte de Lima’ pretende “potenciar o turismo náutico”, componente que “tem uma importância muito grande do ponto de vista da atractividade e da competitividade turística do concelho”, afirmou o autarca, dando relevo à “função também pedagógica [da embarcação], nomeadamente com as nossas crianças e com as nossas escolas”.

Nas palavras de Victor Mendes, “o Rio Lima é inquestionavelmente um recurso que pode e deve ser rentabilizado a favor da nossa economia, e nomeadamente do desporto e do turismo náutico”. Esta é uma forma de “homenagear as gentes da Ribeira Lima, e dar a conhecer às gerações mais novas, o património local”, concluiu.

Ambos os construtores, como o autarca limiano, mostraram vontade em encarar o desafio de “proporcionar formação aos cidadãos que manifestem vontade e o desejo de dirigir, de uma forma segura, este tipo de embarcações para que no futuro possam existir mais na paisagem do Rio Lima”.