FINANÇAS –  OE prevê transferência superior a seis milhões para Amares e Terras de Bouro

FINANÇAS –
OE prevê transferência superior a seis milhões para Amares e Terras de Bouro

A proposta de Orçamento de Estado (OE) para 2019 prevê que as verbas destinadas aos Municípios de Amares e de Terras de Bouro sejam superiores às de 2018, ultrapassando a fasquia dos seis milhões de euros em cada um dos casos.

Para Amares, o Governo prevê a disponibilização de um total de 6 273 217€ e de 6 085 633€ para Terras de Bouro. É na autarquia amarense que a subida é maior, de cerca de 451 mil euros – perante os 223 mil euros de acréscimo no caso terrabourense.

PUBLICIDADE

Em termos de freguesias, em Amares, a União de Freguesias de Ferreiros, Prozelo e Besteiros lidera a lista, com 87 531€. Seguem-se a União de Freguesias de Caldelas, Paranhos e Sequeiros (67 874€) e a União de Freguesias de Vilela, Seramil e Paredes Secas (66 249€).

Em Terras de Bouro, é Vilar da Veiga a receber a maior fatia do bolo (69 047€). Campo do Gerês (53 875€) e a União de Freguesias de Chorense e Monte (52 593€) completam o “top 3”.

A informação consta no mapa de transferências para os Municípios publicada na página da Direcção-Geral do Orçamento, onde se pode consultar a versão completa da proposta de Orçamento do Estado para 2019.

No total, o distrito de Braga deverá receber mais de 185 milhões de euros (185 141 459€). Barcelos é o Município com mais verba alocada (27 580 641€), seguido por Guimarães (27 445 032€) e Braga (22 930 641€).

A proposta do Governo estabelece uma subvenção geral de 1,989 mil milhões de euros relativos ao Fundo de Equilíbrio Financeiro (FEF), 163,3 milhões do Fundo Social Municipal (FSM) e 493,7 milhões da participação variável no IRS (Imposto sobre Rendimentos de Singulares).