TERRAS DE BOURO -
Posto de Turismo de Moimenta e Núcleo Museológico de Campo do Gerês certificam peregrinos de Santiago de Compostela

Os peregrinos que efectuem o Caminho Jacobeu da Geira e dos Arrieiros, entre Braga e Santiago de Compostela, têm a partir de agora a possibilidade de carimbar o seus passaportes com as respectivas credenciais.

Este percurso, que percorre uma distância total de 240kms, é constituído por quatro áreas diferentes. O trajecto entre Braga e Lobios, cerca de 68 kms, permite percorrer a Geira que atravessa o concelho de Terras de Bouro.

PUBLICIDADE

«Significando uma importante atracção turística, já que percorre o Parque Nacional da Peneda-Gerês, entrando em Espanha pela fronteira da Portela do Homem, a viagem proporciona um natural relacionamento entre os residentes e os viajantes, originado um aconchego físico e espiritual essencial para quem passa, isto para além da comunhão perfeita com a Natureza, criando assim um cenário idílico», refere uma nota da autarquia.

O Caminho da Geira e dos Arrieiros foi reconhecido pela Igreja a 28 de Março de 2019, data em que o delegado de peregrinações do cabido da Catedral de Santiago, o deão Segundo L. Pérez López, assinou um certificado onde refere que o traçado cumpre «as condições de outros caminhos de peregrinação» e por isso «concede a Compostela» a quem o percorrer. Está em curso o processo de homologação pelas entidades civis.

No ano passado, foi percorrido por 367 peregrinos em 10 meses. A maioria partiu de Braga (227), seguindo-se Castro Laboreiro (104), Entrimo e Ribadavia (com oito cada). Os portugueses constituem o maior grupo (80%), havendo ainda registo da passagem de italianos, suíços, franceses, brasileiros, polacos e holandeses, apontando uma estimativa global de 850 pessoas.