TERRAS DE BOURO – -
Requalificação da estrada da Mata da Albergaria cumpre anseio antigo

O Ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, e a Secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos, assinaram esta segunda-feira dois protocolos de colaboração com a Câmara de Terras de Bouro com vista à requalificação da estrada da Mata da Albergaria.

Com um investimento na ordem dos 830 mil euros, o objectivo é requalificar a ligação entre a estrada que vai das Portas do Parque Nacional, pela Mata de Albergaria, até à fronteira da Portela do Homem, com uma intervenção dividida em duas partes.

PUBLICIDADE

No caso da beneficiação do Caminho Florestal Campo/Ponte da Albergaria, será feito um investimento camarário de 300 mil euros financiado a 50% pelo Fundo Ambiental. A reabilitação da Estrada da Fronteira, entre Leonte e Portela do Homem, custará 532 mil, financiado a 100% pelo Fundo.

Para o presidente da Câmara, Manuel Tibo, são obras «desejadas há muitos anos» e que agora, fruto do «trabalho empenhado» e de parceria desenvolvido entre as várias entidades, «deixarão de estar no papel e serão concretizadas».

Os protocolos foram assinados no Museu da Geira, no Campo do Gerês, durante uma sessão que serviu para assinalar os três anos do actual Governo, neste caso para fazer um balanço da acção desenvolvida pelo Ministério do Ambiente e da Transição Energética.

O Ministro Matos Fernandes mostrou-se «orgulhoso» pelo trabalho feito e pelo «sucesso» que foi a implementação de um plano-piloto, no Parque Nacional da Peneda-Gerês, de prevenção de incêndios florestais e de valorização e recuperação de “habitats” naturais.

Para o governante, esse projecto, que está já a ser alargado a mais zonas protegidas do país, «provou que um território é mais resiliente ao fogo quando são restaurados os habitats naturais», com uma acção de proximidade e de vigilância, em que se destaca o maior patrulhamento e a aposta no reforço do número de Agentes Florestais.