BRAGA -
Ricardo Rio destacou «papel crucial dos líderes locais» na concretização dos ODS

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, foi um dos oradores da 14.ª edição do “European Development Days on the Green Deal for Sustainable Future”, que arrancou esta terça-feira, 15 de Junho, sob organização da Comissão Europeia. Nesta iniciativa, realizada em formato digital, Ricardo Rio deu conta das estratégias que Braga tem seguido em matéria de sustentabilidade e evidenciou o papel dos líderes locais na prossecução dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Para o autarca bracarense, a «sustentabilidade é um factor essencial para o futuro colectivo e para garantir a qualidade de vida dos cidadãos. Em Braga, estamos empenhados em fazer progressos nesta área e temos conseguido incorporar os ODS em todas as áreas de actuação municipal», referiu, notando que os líderes locais são «fundamentais para implementar a agenda global dos ODS».

Segundo Ricardo Rio, o maior desafio passa por «mobilizar as instituições e os cidadãos para o cumprimento das metas traçadas. Para termos sucesso é necessário um modelo de governança multinível que envolva as diversas instituições ao nível europeu, nacional e local, assim como a sociedade civil. Isso é algo que temos desenvolvido em Braga com as empresas, com as Universidade e outras instituições, que estão perfeitamente alinhados com a estratégia municipal», frisou

PUBLICIDADE

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

Quanto à mobilidade sustentável, Ricardo Rio falou sobre a «renovação da frota dos Transportes Urbanos de Braga», com a «aquisição de veículos eléctricos e a gás natural», mas também sobre as «metas a atingir» em matéria de redução de utilização do transporte individual e no incentivo à utilização do transporte público.

«Estamos a trabalhar nesta área com medidas concretas, desde logo na criação de uma rede de vias cicláveis, de interfaces entre transportes colectivos e individuais, na complementaridade entre os transportes públicos e na introdução do Bus Rapid Transit (BRT), projecto que terá um impacto transformador ao nível da promoção de uma mobilidade urbana mais sustentável na nossa Cidade», sublinhou.

Do ponto de vista económico, as transformações ao nível da mobilidade representam um «aumento da competitividade das Cidades». «Nesta fase de pandemia, precisamos valorizar a dimensão económica deste ‘Green Deal’ e as implicações que ele terá na criação de novos negócios e de novas oportunidades de emprego nos nossos territórios», referiu.

A par de Ricardo Rio, a sessão “From rapid urbanisation to the green shift” contou com a participação de Yonne Aki-Sawyer Obe, presidente de Câmara de Freetown (Serra Leoa), Symphone Sengchandal, director do departamento de alterações climáticas do Ministério dos Recursos Naturais e Ambiente da Laos, de Paa Kwesi  Bonney, do Gana,  num debate moderado por Charles Landry. A sessão de abertura contou com as intervenções de Maimunah Sharif, secretária geral da UN Habitat, e de Grete Faremo, secretária geral do UNOPS.