CULTURA -
Tragédia renascentista “Castro” sobe ao palco do Theatro Circo a 22 de Outubro

A tragédia renascentista portuguesa “Castro”, da autoria do poeta António Ferreira, sobe ao palco principal do Theatro Circo a 22 de Outubro, pelas 21h30, numa produção do Teatro Nacional São João e com encenação de Nuno Cardoso.

Em 1598, António Ferreira foi pioneiro ao escrever uma tragédia em língua portuguesa a partir de um tema nacional: o amor (histórico ou lendário) de Pedro e Inês.

Em nota enviada, pode ler-se que «quase cinco séculos mais tarde, o encenador Nuno Cardoso, director artístico do Teatro Nacional São João (TNSJ), serve-se desta obra, revelando-lhe a modernidade e densidade intrínsecas, veladas pela poesia da linguagem e pela elocução, para expor questões como o desejo e o poder, como vício e caos; ou a impunidade e prepotência, como cegueira que «”escurece daquela luz antiga o claro raio”. Em palco, um imenso palco-casa-país, espécie de maquete gigante dos espaços da acção, célula familiar primordial e claustrofóbica, coloca-nos face à intimidade concreta de personagens que se revelam cativas de si próprias e da sua irredutibilidade».

PUBLICIDADE

Os bilhetes estão disponíveis a 15€ (7,5 € c/ cartão Quadrilátero) na bilheteira do Theatro Circo, nos locais habituais e em https://TheatroCirco.bol.pt.