JUSTIÇA

JUSTIÇA -
Tribunal de Braga adiou julgamento de homem que roubou por esticão quatro idosas, uma delas com 100 anos

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Tribunal de Braga adiou, hoje, para outubro, o julgamento de Mariano Santos de 24 anos, que está acusado de ter roubado, em Braga, quatro mulheres idosas, uma delas com 100 anos de idade, através do método do esticão.

O adiamento ficou a dever-se a impedimento do Tribunal.

O arguido é sem abrigo e toxicodependente e já cumpriu pena de prisão por crimes idênticos.

PUBLICIDADE

Conforme O Vilaverdense reportou, a acusação do Ministério Público começa por dizer que, em 11 de setembro de 2021, às 19h45, o homem, natural de Barcelos mas então residente no Centro Juvenil de São José, em Braga, se abeirou de uma mulher, de nome Alice, de 78 anos, quando esta ia a pé pela Rua 25 de abril (junto à Escola D. Maria II, em São Lázaro) e arrancou-lhe um fio de ouro, com medalha também em ouro, (valendo 300 euros) e ainda tentou levar-lhe a mala de mão, o que não conseguiu dado que a vítima opôs.

A seguir, no dia 19, pelas 16h35, abordou uma outra mulher, também chamada Alice, com 75 anos e atuou da mesma forma, retirando-lhe o fio de ouro por esticão, neste caso com o valor de 600 euros.

O terceiro crime foi praticado a 22, três dias depois, e a vítima foi Maria Ermelinda, de 100 anos. Neste caso, o Mariano puxou pela bolsa que levava na mão, quando a vítima – que não ofereceu resistência – ia a entrar no prédio onde morava na Rua dos Barbosas em Braga. Lá dentro estavam 25 euros em dinheiro, as chaves do apartamento e um relógio que custara 700 euros.

O QUARTO CRIME

No dia 24, praticou um quarto crime, desta vez acompanhado por um outro homem que a PSP não conseguiu identificar…. Os dois abordaram uma outra idosa, de nome Maria do Céu, de 73 anos, quando, pelo meio-dia, circulava na Rua de Diu e roubaram-lhe a carteira de mão com 100 euros.

O arguido, a quem a PSP apanhou, nesse dia, um dos porta-moedas furtados, é reincidente posto que foi já condenado quatro vezes, duas delas por roubo, uma por furto qualificado e uma outra por furto de uso e condução sem carta. Por isso, ficou em prisão preventiva, estando o julgamento marcada para outubro.

Está acusado de quatro crimes de roubo qualificado, um deles em co-autoria.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS