Associação contactou com empresários do sector turístico de Amares -
AEVH apoia criação de adega comum ao Vale do Homem para potenciar vinho verde

A Associação Empresarial do Vale do Homem (AEVH), anunciou, esta terça-feira, que apoia o projecto de criação de uma adega comum aos Municípios de Amares, Vila Verde e Terras de Bouro que seja capaz de aumentar a qualidade do vinho verde e obter maior rentabilidade aos produtores.

Em comunicado, a Associação explica que «a ideia» em apostar nesta superfície surgiu esta manhã, em Amares, durante a visita a uma unidade de produção vinícola de referência, no âmbito «do périplo que o organismo está a promover pelos três municípios dedicado ao turismo e aos produtos do território».

«Em breve, vamos promover uma reunião conjunta com as Câmaras Municipais do Vale do Homem e com a ATAHCA por forma a iniciar o processo tendente à criação de uma adega comum aos três concelhos», revelou o presidente do Conselho de Administração da Associação, Jorge Pereira.

PUBLICIDADE

Segundo Jorge Pereira, a criação da adega visa promover «a união dos produtores», apostando na «valorização dos vinhos entre Cávado e Homem, através da constituição de equipas técnicas com enólogos e especialistas na área da viticultura».

«O Vale do Homem é uma zona que anualmente produz cerca de três milhões de litros de vinho. Queremos, acima de tudo, produzir com mais qualidade e rentabilizar custos», acrescentou.

Jorge Pereira considera ainda ser importante fazer uma «aposta mais incisiva em produtos diferenciadores», tais como o espumante e o rosé, assim como na valorização da casta loureiro, «que nesta zona tem grande qualidade».

EMPRESAS DO SECTOR TURÍSTICO

Uma comitiva da Associação Empresarial do Vale do Homem passou esta terça-feira por várias empresas do Concelho de Amares que operam no sector turístico. Além da Casa Lata, em Carrazedo, onde é produzido o vinho “Terras de Amares”, passou ainda pelo Hotel da Bela Vista, em Caldelas, e pela vila de Bouro.

«Relativamente ao alojamento local, percebemos a necessidade de apostar na formação e qualificação profissional e também numa maior promoção destes territórios, porque nota-se uma perda para as regiões mais urbanas», considerou o presidente da AEVH.

A Associação tem agora prevista uma próxima visita, desta feita ao Concelho de Vila Verde, no dia 4 de Julho.