SAÚDE -
Boletins diários da Covid-19 vão acabar

A Directora-Geral, Graça Freitas, admitiu em entrevista ao Público que os boletins diários de casos, mortes e internamentos da Covid-19 deverão acabar, bem como o isolamento para vacinados, não estando ainda definida uma data para avançar com essa intenção. «Vamos tender a voltar à nossa vida como era em 2019», disse.

Posto isto, o foco da DGS vai «tender a ser na doença propriamente dita e não tanto na infecção» e para isso, o boletim vai deixar de ser diário, para «libertar os portugueses» do peso dos números.

«Queremos aumentar o intervalo desta publicação, sendo que, sempre que acontecer alguma coisa inesperada, comunicaremos», destacou Graça Freitas.

PUBLICIDADE

ISOLAMENTO PROFILÁTICO PARA PESSOAS VACINADAS

Algo que está também a ser ponderado findar refere-se ao isolamento profilático para pessoas vacinadas, contudo, esta mudança só se poderá fazer caso a união entre a «vacinação, a epidemia e a entrada no inverno» o permitir e se não surgir «nenhuma variante com competência para substituir a Delta». Caso os vacinados, sem outros riscos associados, tenham um contacto de risco e não façam isolamento, «o risco não é zero». Caberá por isso, à própria pessoa, que nos próximos 14 dias tem de diminuir contactos e monitorizar os seus sintomas, notou Graça Freitas.