AMARES – -
Câmara denuncia protocolo se acesso à Bracicla não for feito nos próximos dias

O presidente da Câmara de Amares, Manuel Moreira, disse esta segunda-feira, em reunião do executivo, que ou os proprietários dos terrenos circundantes à Bracicla se entendem ou o acordo estabelecido com a autarquia acaba.

O autarca falava a propósito do novo acesso à empresa, que deveria ter sido aberto pelos proprietários até 30 de Junho, conforme um protocolo estabelecido com o Município, mas que ainda não arrancou, devido a um diferendo entre dois vizinhos.

PUBLICIDADE

Moreira confessou «estar a ficar saturado» e sentir-se «impotente» para resolver a situação, garantindo que vai voltar a reunir com os proprietários com vista à mediação de um rápido entendimento.

«Todos eles têm sido cordiais, dizem que querem fazer, mas não dão o passo em frente», frisou.

O vereador do PS, Pedro Costa, manifestou «total e completa solidariedade» para com o presidente da Câmara, lembrando que existe um acordo assinado e que tem que ser cumprido.

«Penso que a Câmara devia claramente definir um prazo para que cheguem a acordo e executem a obra. Se isso não acontecer, denuncia o protocolo e teremos que encontrar uma outra solução», explicou.