AMARES -
Câmara quer reforço de verba para retirar amianto na Escola Secundária

O presidente da Câmara de Amares defende que o Governo tem de reforçar a verba para ser possível intervir na Escola Secundária, retirando o amianto existente.

Manuel Moreira considera que o valor proposto pelo Governo (50 euros por metro quadrado) não é suficiente para realizar a intervenção.

PUBLICIDADE

Segundo o autarca, Amares não é o único município a assumir esta posição, havendo outras autarquias que já terão informado os órgãos governamentais que as verbas não são suficientes para executar as obras.

Por se tratar de uma «obra da responsabilidade do Estado», Manuel Moreira garante que «a Câmara não vai colocar dinheiro do seu próprio orçamento».