AUTOMOBILISMO - Emoção e espectativa para o último dia do Vodafone Rali de Portugal

AUTOMOBILISMO -
Emoção e espectativa para o último dia do Vodafone Rali de Portugal

O segundo dia do Rali de Portugal ficou marcado pelo calor e pelas lutas na classificação levando a emoção e as expectativas sobre o desfecho do rali para as derradeiras classificativas a disputar amanhã por terras de Fafe apesar de Tanak ter tido problemas com o sistema de travagem. A segunda ronda pelas classificativas do dia acabaram por trazer alterações à classificação já que na primeira PEC da tarde Tanak voltou a impor-se mas a partir daí só deu Hyundai e Thierry Neuville nas restantes especiais, ainda para mais Latvala acabou por atrasar-se com problemas na suspensão do seu Toyota.

À entrada para o derradeiro dia, apenas 4,3 segundos separam os dois primeiros Ott Tanak e Kris Meeke e com um Thierry Neuville agora a apenas 9,2 segundos da liderança e Sebastien Ogier a 23,7segundos da primeira posição.

No WRC2 Pro Kalle Rovanpera assumiu a liderança e no WRC2 o líder Ole-Christian Veiby desistiu em Amarante com um incêndio no VW Polo. Foi o segundo Polo a arder este fim-de-semana no rali passando Pierre-Louis Loubet em Skoda a liderar a categoria

PUBLICIDADE

Quanto à prova pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis terminou na chegada à Exponor a meio desta 2ª etapa, com Armindo Araújo e o Hyundai R5 a vencerem. 

Araújo dominou desde o primeiro troço, garantindo na etapa de 6ª feira uma vantagem que lhes deu alguma margem para gerir nos troços mais longos de hoje.

Bruno Magalhães conseguiu o melhor resultado desde que corre de Hyundai, terminando na segunda posição depois de um forcing levado a cabo durante a manhã, ultrapassando Ricardo Teodósio na ultima especial.

Amanhã, último dia da prova serão percorridos por duas vezes os troços de Motim e Fafe e uma vez Luílhas terminando o rali cerca das 14.00 horas em Matosinhos.

Carlos Costa (CO-894)