OPINIÃO

OPINIÃO -
Escola Secundária de Amares: finalmente será desta?

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Artigo de Mário Paula

Esta reflexão criou-se com um sentido de responsabilidade enorme, não fosse o assunto de elevado interesse para o futuro, para Amares e para os amarenses em geral, especialmente tendo em vista o seu futuro – a Escola Secundária de Amares (ESA).

Atualmente com centenas de pessoas na sua comunidade educativa, desde estudantes, a pessoal docente e não docente, sem deixar de relevar todas as pessoas que, no seu percurso, passaram pela escola e enriqueceram o seu já enorme legado.

PUBLICIDADE

A ESA, inaugurada em 1985, não sofreu nenhuma intervenção infraestrutural nestes seus 37 anos de existência. Apenas se verificaram pequenas empreitadas, como por exemplo a remoção do amianto. Esta escola caiu no esquecimento de todos, com nenhum governo central a atentar ao seu estado degradado, apesar de todas as reivindicações e promessas.

Quem já visitou, ou visita diariamente a nossa escola, sabe que a caixilharia está obsoleta, as infiltrações são constantes, o pavilhão desportivo sofre de carências básicas, em suma, as instalações estão desadequadas aos tempos que correm. O programa “Parque Escolar”, dos Governos de José Sócrates, requalificou a maior parte das escolas secundárias do distrito, tendo a nossa escola secundária ficado de fora por inércia dos decisores à data.

Atire-se, ainda assim, o passado para trás das costas e aprenda-se com os erros cometidos. Fale-se do presente e do que podemos fazer para mudar o rumo das coisas.

Nas correrias da campanha para as últimas eleições legislativas, este processo ganhou vida com a azáfama política a que já estamos habituados. Efetivamente, os projetos da reestruturação já estão realizados na DGESTE e com o Município amarense articulado com o governo central. Indicadores muito favoráveis para que a requalificação da nossa escola passe à realidade brevemente, para o bem e usufruto de Amares e de todas as comunidades que frequentam e frequentarão a Escola Secundária Amares.

Que se entregue, nesta época festiva, um presente ao concelho, com o começo da intervenção ansiada há demasiado tempo, sem mais promessas e ilusões. Os jovens amarenses merecem!

Despeço-me desejando umas boas festas a todos os amarenses.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS