BRAGA

BRAGA -
Espectáculo de Diego El Gavi e workshop de flamengo promovem música cigana em Braga

Share on facebook
Share on twitter
Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Braga é uma das cidades seleccionadas para receber a iniciativa ‘Seis Concertos, Seis Workshops em Seis Cidades’, promovida pelo Conselho Directivo do Alto Comissariado para as Migrações (ACM), com a participação do cantor e compositor lisboeta músico Diego El Gavi. O objectivo é a divulgação da cultura cigana para uma melhor integração destas comunidades.

O espectáculo Puerta del Alma realiza-se já no próxima sexta-feira, pelas 21h30, no Auditório José Sarmento do Conservatório Bomfim, no Mercado Cultural do Carandá.

O Workshop de Flamenco tem a duração de duas horas e vai ser leccionado por três músicos: Diego El Gavi (cante), Paulo Croft (guitarra) e Carlos Mil-Homens (cajon). A primeira hora tem uma componente teórica e a segunda hora uma componente mais prática. É um workshop acústico e abordadoam os seguintes tópicos: tangos, alegrias de cádiz, estruturas, etc.

PUBLICIDADE

Destina-se a todos aqueles que nele queiram participar, é um workshop inclusivo (abrange todas as idades, géneros e etnias).

Seis cidades de Norte a Sul do país recebem os seis momentos deste circuito de inserção sociocultural conduzido pela singular sensibilidade de Diego el Gavi. Graças à constituição de redes locais estabelecidas entre o projecto, que trabalham com as comunidades ciganas e todas as entidades sensíveis ao tema, este ciclo proporciona aulas de flamenco, transmitindo aos seus participantes conhecimento nas vertentes teórica – origem e a evolução histórica do flamenco e da sua cultura; as diferentes correntes do flamenco actual, e prática – ritmos e sonoridades

Na mesma noite, as salas mais relevantes de cada cidade são agraciadas por um espectáculo de apresentação de ‘Puerta del alma’, para os quais se pretende convidar tanto o povo cigano como a restante sociedade, facilitando desse modo a criação de um sentimento de pertença, bem como de orgulho nas suas raízes e cultura, para uma minoria que regularmente se sente marginalizada.

Esta é uma acção que distingue a música e a cultura como veículos privilegiados de inclusão comunitária, e que confirma a vocação de Diego el Gavi para ser um embaixador por excelência das sonoridades de cariz ciganas, provando ser possível alcançar sonhos por muitos tidos como intangíveis.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS