REGIÃO -
Esposende e Viana do Castelo avançam com reconstrução da Ponte do Sebastião

As câmaras de Esposende e Viana do Castelo vão avançar com a obra de reconstrução da denominada Ponte do Sebastião que liga Antas, em Esposende, a Castelo do Neiva, já no concelho vianense.

A obra, estimada em 102.090 euros, é suportada, em partes iguais, pelos dois municípios, cabendo Esposende a responsabilidade da obra e o investimento total, sendo posteriormente ressarcido pelo município de Viana do Castelo.

A ponte foi construída em 1930 por ordem de um particular, à data o proprietário da azenha e do pesqueiro existente no local. Ao longo do tempo, a ponte sofreu a queda de diversas pedras que compõem o seu tabuleiro, resultado do embate das árvores caídas ao rio em dias de tempestade.

PUBLICIDADE

A última situação registada ocorreu em 22 de Dezembro de 2019, quando a ponte sofreu uma derrocada em grande parte da sua extensão, motivada pelas fortes chuvadas e pelo consequente arrastamento de troncos de árvores que promoveram a queda do tabuleiro e de parte dos elementos dos pilares.

Com a empreitada prevista, serão repostos todos os elementos caídos, usando a tecnologia construtiva usada à data da sua construção original e em período seco.

Será mantida toda a sua forma inicial, distâncias entre elementos e aspecto geral.

Os pilares são compostos por três secções em alvenaria de granito. Apenas dois dos 14 pilares são formados unicamente por dois elementos.

Entretanto, a autarquia esposendense avança em comunicado que tem em curso “um plano mais vasto que compreende a requalificação das diversas pontes existentes no concelho e projecta a construção de novas travessias já anunciadas”.

“Na estratégia de unidade territorial, a construção ou reparação de pontes afigura-se primordial, para facilitar a circulação e aproximar as populações e para tornar acessíveis territórios que evidenciem a forte vertente turística do concelho. De resto, esta travessia pedonal adquire manifesta importância e relevo, no que ao caminho da costa para Santiago de Compostela diz respeito”, refere a Câmara de Esposende.