REGIÃO

REGIÃO -
Garrafa em forma de orca ‘made in’ Politécnico de Viana vence prémio internacional Green Product Award

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

João Mendes, ex-aluno do curso de mestrado em Design Integrado da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), venceu o prémio internacional Green Product Award, com uma garrafa em forma de orca.

“Não estava nada à espera e quando vi o e-mail fiquei muito feliz. Quando não estamos a contar é quando sabe melhor”, confessa João Mendes, lembrando que se inscreveu “sem grandes expectativas de vencer uma vez que se trata de uma competição internacional”. 

O certo é que a garrafa em forma de orca desenvolvida no âmbito do projecto Refill H2O venceu uma das categorias deste prémio internacional.

PUBLICIDADE

“Pode ser que o prémio sensibilize os investidores a apostarem na garrafa e quer se consiga implementar esta segunda garrafa do projecto no Politécnico de Viana do Castelo”, apela João Mendes, enaltecendo o facto da Smartbottle Refill_H20 ser agora “um produto de valor internacional”.

 Este prémio acaba também, ainda nas palavras do ex-aluno, “por ser mais uma prova do bom trabalho que se faz no Politécnico de Viana do Castelo e no curso em particular”. João Mendes espera agora “encontrar parceiros para investir na produção dos moldes das garrafas, que são muito caros e específicos”.

Ainda no âmbito do Green Product Award, a garrafa inteligente, criada por João Mendes, ficou em 6.º lugar no prémio Público.

A garrafa que esteve a votação no concurso internacional transmite visualmente a ideia de uma orca, “pelo facto de se tratar de um dos animais marinhos que mais sofre com a poluição dos oceanos, especialmente pelo excesso de plástico existente”, justifica. 

João Mendes destaca o sofrimento deste animal marinho para a base e conceito no desenvolvimento do protótipo da garrafa.

O designer deixa o alerta: “a forma da garrafa pretende sensibilizar para as consequências que o excesso de plástico no oceano faz por exemplo nestes animais marinhos, que não se estão a reproduzir o que pode levar, muito em breve, à sua extinção”. 

Tratou-se de um “processo de muito desenho e de muita investigação”, que passou por, em primeiro lugar, “conhecer muito bem” o público-alvo, ou seja, a comunidade IPVC. “Apresentamos 24 garrafas à equipa RefillH2O e a escolha foi a garrafa em forma de orca”, conta João Mendes.

 O prémio é entregue numa cerimónia em Munique, na Alemanha, no próximo dia 18.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS