PAÍS

PAÍS -
GNR deteve mais de 500 pessoas em flagrante durante operação de combate à criminalidade e sinistralidade rodoviária

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Guarda Nacional Republicana (GNR) levou a cabo um conjunto de operações ao longo de todo o país, durante os dias 6 e 12 de Maio, com o objectivo de combater a criminalidade e sinistralidade rodoviária.

Para além disso, estas ações de intervenção permitiram também a fiscalização de diversas matérias no âmbito das contraordenações, das quais a GNR destaca três tipos de resultados: detenções, apreensões e fiscalização de trânsito.

A nível de detenções, foram registados 532 detidos em flagrante delito, onde a GNR revela que 233 foram detidos por condução sob o efeito do álcool, 135 por condução sem habilitação legal, 22 por furto e roubo, 22 por tráfico de estupefacientes e 12 por motivos de violência doméstica.

PUBLICIDADE

Para além disso, foram ainda detidos dez indivíduos por posse ilegal de armas e um por incêndio florestal. No que toca às apreensões, a força policial apreendeu 19 armas de fogo, oito armas brancas ou proibidas e ainda 686 munições.

Já no que respeita a fiscalização no trânsito, a GNR detectou 7911 infracções, das quais se destacam 1734 excessos de velocidade, 471 por falta de inspecção periódica obrigatória e 435 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei.

Ainda neste capítulo rodoviário, destacam-se ainda 393 infracções por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 255 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução e 233 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização.

Por fim, a GNR detectou ainda 208 irregularidades a nível de falta de seguro de responsabilidade civil e 200 relacionadas com tacógrafos.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS