AMARES -
Manuel Moreira (Juntos por Amares): «Tenho um projecto conhecido e as pessoas não serão defraudadas»

O presidente da Câmara de Amares, Manuel Moreira, concorre ao terceiro mandato na liderança da autarquia. Fá-lo de novo pela coligação Juntos por Amares, que une PSD e CDS-PP, garantindo que os amarenses «não serão defraudados». «Hoje não falta quem prometa o céu e faça promessas próprias de quem não sabe onde está nem a realidade da gestão municipal. Comigo, as pessoas não serão defraudadas», refere.

Em síntese, de forma resumida, quais são as principais prioridades da candidatura?
Durante estes últimos anos foi possível, num trabalho de contínua colaboração com as Juntas de Freguesia, desenvolver obras que servem as populações e que os amarenses reconhecem. Desejamos agora concluir este trabalho de serviço a Amares e realizar algumas das obras que sempre nos motivaram, como a Praia da Ombra, a criação do Pavilhão Multiusos, a requalificação do Largo D. Gualdim Pais e a requalificação do Monte de São Pedro de Fins, entre muitos outros.

PUBLICIDADE

O que é mesmo imprescindível fazer em Amares no próximo mandato?
Penso que um dos trabalhos que todos reconhecemos que é muito importante em Amares é o acompanhamento dos serviços de abastecimento de água e do saneamento. Neste último mandato conseguimos fazer saneamento num total de 38 quilómetros e ainda uma imensa rede de pequenas ligações locais. O Concelho servido por cerca de 30% de saneamento está agora com cobertura de cerca de 70%. É agora determinante e urgente continuar este trabalho e levar a conduta a Bouro Santa Maria. Sabemos da dificuldade que é esta obra pelos enormes custos que envolve, mas também sabemos que ela é determinante nos tempos em que vivemos. Centraremos aí, nessa ligação de Figueiredo a Bouro, muito do nosso empenho.

A água é também uma matéria à qual não podemos voltar a cara. Percebemos os incómodos que cria a muitas pessoas, que pensam que poderíamos ter resolvido esta questão de forma completa, o que é impossível. Falamos de uma rede de água com dezenas de anos e que tem dado muitos problemas. É necessário começar numa ponta e acabar noutra, substituindo as condutas e melhorando o diâmetro destas. Nestes anos conseguimos fazer parte da ligação dos depósitos de água, interligando o depósito da Senhora da Paz e do Carvalhô, resolvendo assim o problema de abastecimento de água em Ferreiros. Entregámos já uma obra de continuação da criação de novo ramal até às Cerdeirinhas, fechando esta primeira solução de problemas. Amares não tem falta de água, temos é uma rede muito velha de diâmetro insuficiente para a população que temos.

Se for eleito, qual será a primeira medida a tomar?
A minha primeira medida será sempre olhar para as pessoas. Não é muito visível, porque não fazemos publicidade deste nosso serviço de apoio social, mas nos tempos que correm temos vindo a investir muita da nossa energia e dos nossos recursos na área de apoio social. Queremos continuar este trabalho, investindo mais profundamente na criação de uma estratégia local de habitação que garanta o acesso a uma habitação digna para todos.

Por que devem os amarenses votar em si?
Os amarenses são homens e mulheres inteligentes que certamente saberão bem onde votar. Desejo mesmo que todos usem este seu direito e não deixem para os outros decidir por si. Penso que tenho um projeto que é conhecido e todos sabem da minha proximidade às pessoas e às populações, sempre com vontade de servir. Hoje não falta quem prometa o céu e faça promessas próprias de quem não sabe onde está nem a realidade da gestão municipal. Comigo, as pessoas não serão defraudadas, pois todos me conhecem e sabem do meu empenho e dedicação à causa pública.