REGIÃO

REGIÃO -
National Geographic destaca vestígios da Alta Idade Média descobertos em paróquia de Barcelos

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A descoberta de vestígios arqueológicos da Alta Idade Média durante as obras de alargamento do cemitério de Tamel São Fins, em Barcelos, é notícia na conceituada revista National Geographic.

A edição portuguesa da revista escreve que a Câmara Municipal de Barcelos avança que os vestígios descobertos pertencerão à igreja primitiva local, integrada no cemitério da antiga aldeia que lhe estava associado. Em concreto, os achados datados do século XI correspondem a dois sarcófagos em granito e de elementos de sepulturas feitas com telhas e pedra avulsa, característicos da Alta Idade Média.

PUBLICIDADE

Apesar de ser comum encontrarem-se vestígios idênticos junto de igrejas paroquiais e cemitérios, este era ainda desconhecido como um local de interesse arqueológico, e ainda não constava da Carta Arqueológica do Município de Barcelos.

O terreno onde foram encontrados os vestígios é adjacente à igreja e foi cedido por particulares, herdeiros da Quinta da Dona Delfina, mediante um acordo de colaboração.

A National Geographic explica que, no decorrer dos trabalhos iniciais de escavação, a norte do terreno, “foram identificados os vestígios que podem ir ao encontro do anteriormente referenciado pelo professor doutor Carlos Brochado de Almeida, na edição de imprensa Barcelos Património, datada de 1997, onde aponta para vestígios do tempo romano ou da Alta Idade Média”.

A publicação, editada em 30 idiomas e com mais de cinquenta milhões de assinantes, a adianta que após ser assumida pela tutela da Direcção-Geral do Património Cultural, os achados da Alta Idade Média são agora estudados por uma equipa de arqueólogos especializados, com apoio da Câmara.

 

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS