OPINIÃO -
Os novos desafios do marketing

Por Manuel Sousa Pereira

Os consumidores procuram novas e relevantes experiências, quer estas estejam na loja física, quer online, sempre com a expectativa de adequar, adaptar e superar e surpreender, de forma continuada as suas necessidades e desejos. Neste sentido, o desafio futuro consiste em adequar soluções, produtos e serviços, de forma rápida, eficiente, cómoda, personalizada e ética aos clientes.

PUBLICIDADE

Podemos sistematizar algumas das tendências e desafios, atuais e futuros, da relação entre as organizações e os seus stakeholders.

O papel dos influenciadores continuará a ter impacto junto dos consumidores, através de parcerias ou compensações económicas entre as marcas e os seus seguidores.

O consumidor está cada vez mais presente no processo de criação e inovação das empresas, procurando, de forma consciente, alimentos orgânicos, biológicos, sustentáveis e alinhados com a responsabilidade social e o ambiente, procurando simultaneamente, a diferenciação positiva através das suas práticas sustentáveis e amigas do ambiente.

O teletrabalho passou a fazer parte integrante para uma parcela significativa da população mundial, assim, e face a esta realidade, temos uma nova “persona empresarial”, com necessidades diferentes como: soluções à medida, comodidades adaptadas a cada pessoa, flexibilidade entre o trabalho e as férias, procurando conciliar o trabalho com a vida pessoal.

As empresas passaram a implementar métodos mais rápidos de produção, distribuição e comunicação, a pandemia forçou a descentralização das equipas de trabalho, a partir de casa, procurando sinergias entre os profissionais, procurando a interdisciplinaridade, a entreajuda e a co-criação, utilizando plataformas online. Assim, as empresas procuram investir em novas ferramentas, métricas e métodos digitais, procurando proporcionar melhores experiências aos clientes.

A personalização das experiências estão cada vez mais no propósito das marcas, procurando criar melhores experiências, na obtenção da informação, compra, pós compra e na monitorização da satisfação e fidelização contínua do cliente.

A gestão de dados pessoais dos clientes continua a ser uma preocupação constante, na medida em que fornecem à empresa informações relevantes sobre o tipo de cliente, gostos, desejos, percurso percorrido e informação relevante que vai ser gerida pela empresa em tempo real, sendo fundamental para adequar os produtos a cada cliente, inovando através da criação de novos e relevantes produtos e serviços.

Conceitos como: lojas digitais, plataformas digitais, shopping virtual, e-commerce, social shopping e os novos métodos de pagamento online, tornam-se cada vez mais utilizados pelas empresas, procurando estar à altura das novas tendências e exigências dos consumidores.