OPINIÃO -
Ser ou não ser, eis a questão

Opinião de Marco Alves

 

Sustentável é uma palavra que se usa cada vez mais no vocabulário português. Embora parte da população não entenda muito bem a sua definição, podemos referir que é uma forma de satisfazer as necessidades do presente sem comprometer a capacidade da futuras gerações satisfazerem as suas próprias necessidades. O nosso planeta está a enfrentar enormes desafios económicos, sociais e ambientais. Em 2015 foi definido nas Nações Unidas a criação da Agenda 2030, constituída por 17 objectivos para transformar o nosso mundo:

PUBLICIDADE

1.Erradicar a pobreza – Em todas as suas formas, em todos os lugares; 2.Erradicar a fome – Alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável; 3.Saúde de qualidade; 4.Educação de qualidade – Garantir o acesso à educação, inclusiva de qualidade e equitativa e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos; 5.Igualdade de género; 6.Água potável e saneamento – Garantir a disponibilidade e a gestão sustentável da água potável e do saneamento para todos; 7.Energias renováveis e acessíveis – Garantir o acesso a fontes de energias fiáveis, sustentáveis e modernas para todos; 8.Trabalho digno e crescimento económico – Promover o crescimento económico inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho digno para todos; 9.Industria, inovação e infraestruturas; 10.Reduzir as desigualdades – Reduzir as desigualdades no interior dos países e entre países; 11.Cidades e comunidades sustentáveis; 12.Produção e consumo sustentáveis; 13.Ação climática – Adotar medidas urgentes para combater as alterações climáticas e os seus impactos; 14.Proteger a vida marinha – Conservar e usar de forma sustentável os oceanos, mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável; 15.Proteger a vida terrestre – Proteger, restaurar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, travar e reverter a degradação dos solos e travar a perda da biodiversidade; 16.Paz, justiça e instituições eficazes – Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas a todos os níveis; 17.Parcerias para a implementação dos objetivos – Reforçar os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável. 

São objectivos de enorme complexidade para se concretizar 1 ano após pandemia ainda sem fim à vista. Teremos capacidade para “retomar” o início da prática na sustentabilidade? Ou será que ainda nos falta algo mais?