REGIÃO -
“Uma combinação perfeita de estímulos e emoções”. CSVH abriu as portas do Jardim Terapêutico e Sensorial e apresentou “Caderno dos Sentidos”

O Centro Social Vale do Homem (CSVH) promoveu, esta terça-feira, uma cerimónia para apresentação do projecto “Caderno dos Sentidos“, no âmbito da comemoração do Dia Mundial da Doença de Alzheimer. Para além dos utentes do CSVH, juntam-se agora mais 14 IPSS em que os seus utentes vão também poder usufruir deste projecto, a ser desenvolvido no “Jardim Terapêutico e Sensorial”, na Casa da Alegria. De realçar ainda que o CSVH, associando-se ao Centro de Apoio de Alzheimer de Viseu, vai abrir um gabinete intitulado “Centro de Apoio ao Alzheimer do Vale do Homem”, com sede em Vila Verde, uma unidade que vai «trabalhar a área do apoio psicossocial, de diagnóstico, intervenção e estimulação cognitiva».

A cerimónia decorreu esta tarde no “Jardim Terapêutico e Sensorial” na presença de muitos convidados, entre as quais as instituições que procederam à assinatura dos protocolos de parceria que permitirão a utilidade desta nova modalidade a muitos outros utentes.

PROTOCOLOS

PUBLICIDADE

Foram estão assinados 14 protocolos de cooperação bilateral com instituições dos concelhos de Amares, Braga, Vila Verde e Terras de Bouro (Centro Social da Casa do Povo de Escariz,  Associação Empresarial do Vale do Homem -AEVH, Casa do Povo do Vale do Cávado, Santa Casa da Misericórdia de Amares, Centro de Apoio aos idosos de Bouro Santa Maria, Casa do Povo de Pico de Regalados, Lar do Trabalhador da Vila de Prado, Associação Cultural e Recreativa de Aboim da Nóbrega, Casa do Povo de Ribeira do Neiva, Centro Social de Valdozende, Centro Convívio de Carvalheira, Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos do Vale D´Este, Associação de Solidariedade Social de S. Tiago de Fraião, Lar D. Pedro V e Amigos da Terceira Idade de Palmeira, de forma a abranger mais beneficiários do Jardim Terapêutico e Sensorial.

De destacar também é a parceria do CSVH com o IPCA, que resultou num estudo para “medição de impacto das terapias não farmacológicas”.

A sessão contou com dois momentos musicais promovidos pela AECA (Associação Educação, Cultura e Arte de Amares) e com as intervenções de Andreia Costa, Directora Técnica da Casa da Alegria; Helena Loureiro, Representante da Região Norte na estrutura de missão Portugal Inovação Social; Carla Cruz, Psicóloga e Técnica Superior do IPCA; Andreia Carneiro, coordenadora da equipa de animação do CSVH; Júlia Fernandes, Vereadora da Educação, Cultura e Acção Social do Município de Vila Verde e Jorge Pereira, Presidente da Direcção do CSVH.

CADERNO DOS SENTIDOS

O “Cadernos dos Sentidos” retrata um conjunto de saberes populares dos utentes do CSVH acerca do que compõe o “Jardim Terapêutico e Sensorial”, «onde através das terapias não farmacológicas se proporciona bem estar e qualidade de vida aos utentes, estimulando os cinco sentidos».

JARDIM TERAPÊUTICO E SENSORIAL

O “Jardim Terapêutico e Sensorial” resulta da necessidade de criar um ambiente terapêutico e sensorial dirigido às necessidades específicas dos utentes com a patologia de demência, através da combinação equilibrada de terapias farmacológicas e não farmacológicas, num entendimento global do utente , atendendo a todas as dimensões da pessoa: corço, mente e espírito. Pressupõe, através de circuitos sensoriais, actuar ao nível da atenção, do comportamento e da orientação no tempo e no espaço para melhorar a qualidade de vida e saúde dos utentes. O “Jardim” é composto por diferentes espaços de jardinagem, com distintas plantas e árvores de fruto, espaços de relaxamento para a realização de actividades e terapias de estimulação, socialização e cooperação.

“CENTRO DE APOIO AO ALZHEIMER DO VALE DO HOMEM”

Durante a sessão, o Presidente da direcção do CSVH, Jorge Pereira, revelou ainda que está na calha a criação de um gabinete intitulado “Centro de Apoio ao Alzheimer do Vale do Homem”.

«Associando-nos ao Centro de Apoio de Alzheimer de Viseu e unindo esforços, o CSVH está em condições de anunciar que vai abrir o gabinete “Centro de Apoio ao Alzheimer do Vale do Homem”, que terá sede em Vila Verde e que poderá ser replicado em Amares e em Terras de Bouro. A ideia é trabalhar com os nossos técnicos estes concelhos nas áreas do apoio psicossocial, de diagnóstico, intervenção e estimulação cognitiva», disse.

 

Mais desenvolvimentos na edição impressa de Outubro de 2021.