AMARES –  Autarcas de Amares e Vieira do Minho reúnem com Ministro por causa da Ponte do Bôco

AMARES –
Autarcas de Amares e Vieira do Minho reúnem com Ministro por causa da Ponte do Bôco

Os presidentes das Câmaras de Amares e de Vieira do Minho vão reunir com o Ministro das Infraestruturas e da Habitação para discutir a necessidade de obras na Ponte do Bôco/Ponte da Parada, que liga os dois concelhos e que se encontra fechada ao trânsito devido ao perigo que representa.

Esta segunda-feira, em reunião de Câmara, o autarca de Amares, Manuel Moreira, disse que a reunião com o Ministro Pedro Nuno Santos vai decorrer em Lisboa, no próximo dia 4 de Abril.

PUBLICIDADE

Acrescentou que existe já um orçamento, «que ronda os 600 mil euros», para a construção de uma nova ponte, a jusante da existente, que possa resolver os problemas de circulação que actualmente existem.

«Vamos ouvir a opinião do senhor Ministro e procurar a ajuda do Governo, que é fundamental. Tentaremos também reunir com a EDP para que possamos dividir esta obra pelas quatro entidades», explicou.

A proposta de encerramento ao trânsito da Ponte do Bôco/Ponte da Parada foi tomada por unanimidade pelo executivo municipal de Amares, no dia 15 de Janeiro, depois de os dois Municípios terem acordado essa solução no seguimento das informações técnicas recolhidas.

A ponte, que liga os lugares de Dornas (Amares) e de Parada de Bouro (Vieira do Minho), é a mais antiga em Portugal feita em betão armado. Tem mais de 100 anos e está classificada como Monumento de Interesse Público.