CAMINHOS DE SANTIAGO

CAMINHOS DE SANTIAGO -
Esposende acolhe peregrinos do “Caminho Português da Costa” no Dia de S. Tiago

Share on facebook
Share on twitter
Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Esposende vai assinalar o Dia de S. Tiago, que se comemora a 25 de julho homenageando o padroeiro dos peregrinos, dos alquimistas e dos cavaleiros, através de iniciativas direcionadas para os peregrinos que percorrem o Caminho Português da Costa para Santiago de Compostela.

Com a colaboração da Associação Via Veteris e da Delegação de Marinhas da Cruz Vermelha Portuguesa, o Município terá um posto de receção aos peregrinos, junto à Ponte D. Luís Filipe (a chamada Ponte de Fão), com oferta de fruta e água, assim como de postais alusivos à data.

Durante o dia 25 de julho, será também possível visitar, no Centro de Informação Turística de Esposende, a exposição “Ecos do Caminho de Santiago”, da autoria de Vitor Machado, uma fusão entre a arte contemporânea e a tradição milenar do Caminho de Santiago.

Ao final do dia, pelas 20h00, no Albergue de São Miguel de Marinhas, será proporcionado aos caminheiros e amigos do Caminho um lanche/jantar, gratuito, que incluirá uma pequena tertúlia e finalizará com a “Queimada Galega”.

No dia 27 de julho, sábado, será realizada uma Caminhada entre o Marco do Caminho de Santiago, em Fonte Boa, e Castelo de Neiva, com passagem fluvial pela Barca do Lago. A concentração terá lugar a partir das 8h00, junto à Igreja de S. Tiago de Castelo de Neiva. As inscrições são gratuitas e limitadas, e poderão ser realizadas através do portal de turismo www.visitesposende.com.

CAMINHO PORTUGUÊS DA COSTA

O Caminho Português da Costa está certificado e assinalado em Esposende por vários marcos, placas e setas indicativas do itinerário em território do concelho.

Tendo sido usada a Via Veteris, na Idade Média, como forma de chegar a Compostela, foi somente na Época Moderna que ganhou relevo o Caminho Português de Peregrinação à cidade de Santiago, onde jazem os restos mortais do Santo Apóstolo.

Por este caminho circulam atualmente milhares de peregrinos que, movidos por diversas formas – a pé, a cavalo, de bicicleta ou até mesmo de barco – seguem as “setas amarelas” sem olhar para trás. Por caminhos esposendenses passaram, quiçá, também alguns monarcas: D. Afonso II, a Rainha Santa Isabel e o rei D. Manuel I, tendo atravessado o Cávado pela Barca (Gemeses – Fonte Boa) rumo a Santiago.

Não é por acaso que ainda se observam, em quantidade, as marcas da devoção e evocação deste espírito de peregrinação, patentes em igrejas, alminhas e cruzeiros, um pouco por todo o concelho, nos seus vinte quilómetros, desde Apúlia até Antas. Nomes como “Estrada Real”, “Estrada dos Cavaleiros” ou “Estrada Velha” (Karraria Antiqua ou Via Veteris) estão ainda bem presentes e indicam sempre um mesmo sentido.

Desde a sua abertura em maio de 2011, o Albergue de S. Miguel, em Marinhas, tem registado uma procura crescente, ao longo dos anos. Até ao final do 2023, acolheu um total de 41.432 peregrinos, maioritariamente estrangeiros e oriundos, sobretudo, de países como Alemanha, Itália, Espanha, Chéquia, França e Portugal, entre outros. No ano transato registou-se um novo crescimento nas dormidas com um total de 6.290, mais 16% de pernoitas em relação ao ano anterior. Também o Centro de Informação Turística de Esposende tem registado um aumento de procura, com um registo de 5.837 peregrinos em 2023, que se traduz num crescimento positivo de 49% face ao ano anterior.

Os Caminhos de Santiago são cada vez mais procurados, tendo batido todos os recordes no ano passado. Em 2003, acorreram à Oficina do Peregrino, na cidade de Santiago de Compostela, 74.324 mil peregrinos, e, vinte anos mais tarde, em 2023, o registo é de 446.035 peregrinos, na sua maioria espanhóis (cerca de 200.000), seguidos de norte-americanos (cerca de 32.000), italianos (quase 29.000), alemães (24.000) e portugueses (20.968).

O Caminho Português da Costa, que atravessa o concelho de Esposende, é o terceiro mais percorrido (mais de 52.000 peregrinos) e, em pouco mais de cinco anos, superou os Caminhos Inglês, Primitivo e do Norte.

[email protected]

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS