REGIÃO -
Politécnico de Viana com aulas presenciais e também ao sábado

O ano lectivo no Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) arranca a 28 de Setembro dentro da “nova normalidade”, que passa por aulas também aos sábados e em espaços que até aqui estavam afetos a outras atividades técnico-científicas.

Em comunicado enviado, o IPVC acrescenta que as aulas serão presenciais e que o uso de máscara será obrigatório.

Outras medidas são a higienização de mãos e espaços, a colocação de sinalética e das barreiras necessárias para facilitar o movimento da comunidade, “salvaguardando o distanciamento social e evitando o cruzamento entre pessoas no acesso aos espaços lectivos”.

PUBLICIDADE

Em relação ao alojamento, o IPVC propõe-se manter o mesmo número de camas do ano anterior, quer nas suas residências quer, com “condições especiais”, nas pousadas da Juventude de Viana do Castelo, Vila Nova de Cerveira, Melgaço e Ponte de Lima, através de protocolo com a entidade gestora.

“O IPVC encontra-se ainda em negociações com diversas entidades da região, no sentido de estas poderem, também em condições especiais, ser uma alternativa para o alojamento dos alunos, de forma a compensar a diminuição da capacidade de alojamento nas residências da instituição”, acrescenta.

Nas cantinas e bares, o IPVC vai disponibilizar o serviço de takeaway, para além da redefinição dos horários para almoço, através da implementação de turnos conciliados com os horários de funcionamento das aulas.

Entretanto, o IPVC já pensou “outras soluções” se se registar um agravamento da pandemia de covid-19, que passam pela transformação de várias salas que estão a ser equipadas com sistemas de captação de som e de imagem que vai permitir o funcionamento das aulas em streaming.

Está igualmente prevista a divisão de turmas, por grupos “muito mais reduzidos”.

As atividades lectivas em sistema síncrono e assíncrono, mas sobretudo a combinação dos dois sistemas, é outra medida considerada.

Perante o cenário de um novo confinamento, o IPVC manifesta-se “igualmente preparado”, uma vez que já o implementou no segundo semestre de 2019/20.