REGIÃO -
Eleições CCDR-N. Os resultados da eleição de António Cunha em Amares e Terras de Bouro

A candidatura de António Cunha obteve 36 votos favoráveis no concelho de Amares e 23 em Terras de Bouro, nas eleições indirectas para a presidência da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), realizadas esta terça-feira.

O antigo reitor da Universidade do Minho concorreu sem oposição, depois de o seu nome ter sido acertado entre o PS e o PSD, pelo que vai liderar a CCDR-N nos próximos cinco anos.

PUBLICIDADE

O colégio eleitoral para a escolha dos presidentes das CCDR é composto pelos presidentes das Câmaras, presidentes das Assembleias Municipais, vereadores eleitos (mesmo que sem pelouro atribuído) e deputados municipais, incluindo os Presidentes das Juntas de Freguesia, das respectivas áreas de abrangência.

A escolha de um dos vice-presidentes cabe aos presidentes de Câmara, sendo o outro “vice” nomeado pelo Governo.

AMARES

Em Amares, o universo era composto por 44 elementos. Votaram 41, sendo que 36 deles deram o “sim” ao nome de António Cunha. Houve ainda quatro votos em branco e um nulo.

TERRAS DE BOURO

Em Terras de Bouro, num universo eleitoral de 34 autarcas, houve 25 votantes. Registaram-se 23 votos favoráveis à candidatura encabeçada pelo antigo reitor da UMinho e dois votos em branco.